Terapia Holística

Meditar pra quê?

awakening
Escrito por Ysa Nuit
  • Não consigo meditar, é muito difícil!
  • Não consigo parar de pensar, fico impaciente.
  • Sempre acontece algum imprevisto quando decido meditar, assim eu acabo deixando para depois.
  • Sinto muita dor nas costas, minhas pernas também doem, acho que não nasci pra isso.
  • Meditação é para pessoas “zen”, não dá pra mim.
  • Quando tento meditar, eu acabo caindo no sono.

Essas são algumas das respostas que eu mais escuto quando falo sobre meditação, seja para amigos ou para as pessoas que atendo. Eu mesma tive grande dificuldade para estabelecer uma prática consistente. Diria que foram anos de tentativas, e sempre que descumpria com meu compromisso diário, acabava ficando com um sentimento de frustração gigantesco. Portanto, acredite, eu não julgo de forma alguma quando escuto algumas das afirmações acima.

Talvez um dos maiores desafios no início dessa prática seja justamente estabelecer o hábito, um horário definido para silenciar a mente pela quantidade de minutos previamente estabelecida. Se sua rotina for muito imprevisível, ainda assim é possível encontrar um momento para se recolher por cinco minutos que seja. Afinal, quanto tempo passamos online, vendo vídeos ou conversando em aplicativos de mensagens? Cinco minutos passam voando quando estamos entretidos, no entanto, é um tempo que pode trazer notáveis resultados, quando bem aproveitado.

Mas, afinal, o que é meditar?

Segundo o dicionário do Google, meditar pode ser um sinônimo de pensar a respeito de algo, mas aí estamos tratando o termo como um verbo transitivo: meditar um projeto, meditar a resposta mais sábia, meditar a palavra de Deus. Em nosso contexto, porém, tratamos o termo como um verbo intransitivo: praticar a meditação.

E como é que meditamos?

Existem muitas formas, desde as mais antigas, seguindo tradições orientais, ou as mais modernas, que foram sendo adaptadas para a realidade do Ocidente. Ainda é possível criar seu próprio estilo, aquele que fará sentido pra você – esse é o grande aprendizado que obtive em minhas tentativas do passado: eu queria fazer como os outros diziam que era o certo, mas não mantinha o hábito e acabava me sentindo mal. Quando resolvi criar meus próprios métodos, entendi que a meditação não tem que ser uma prática rígida, cheia de mínimas regras que, se não forem seguidas ao pé da letra, significam que não estamos meditando.

Universo cosmosMeditar é permitir-se estar presente, marcar um encontro com sua Essência, ouvir sua voz interior (quando ela se manifesta), sem esforço, sem pensar, sem julgar, sem raciocinar. Apenas observar e deixar os pensamentos fluírem, sem nos apegarmos a nenhum deles.

Qual a melhor postura para meditar?

Eu gosto de meditar sentada, com as pernas na posição de meia flor de lótus. Essa é uma posição confortável pra mim, mas sei que nem todos possuem muita flexibilidade, então procure adaptar-se. Se você sentir dor nas costas, uma boa alternativa é ficar sentado numa cadeira, com os pés bem plantados no chão. É importante manter a coluna reta, porque assim o fluxo de energia transita mais facilmente. Mas se até isso for difícil pra você, seja por qual motivo for, não deixe de tentar, com o tempo você vai perceber que a falta de postura causa muito mais incômodo do que a coluna ereta – estamos acostumados a não cuidar bem das nossas costas. Esse é um dos primeiros benefícios que a meditação nos traz: observamos nosso corpo, prestamos atenção em como estamos e percebemos nossos músculos, nossos ossos, nossas articulações. É interessante não ficar com as pernas cruzadas, porque isso vai bloquear o fluxo sanguíneo e você pode sentir dormências. E a questão do fluxo energético também vale para esse caso.

Posso meditar deitado?

meditar deitadaClaro! Volto a repetir que a prática da meditação não tem que ser rígida e engessada. Mesmo deitado você pode obter os benefícios que ela traz. Entretanto, preciso fazer algumas observações quanto a isso: se estiver com sono, é muito provável que vá dormir antes do fim da prática. Também não é indicado ficar deitado de qualquer jeito, pois o corpo vai entender que você está se preparando para dormir. Para ter uma eficiente prática de meditação na horizontal, fique com o corpo estirado, use um travesseiro bem fino ou então nem utilize travesseiro, mantenha o corpo o mais alinhado possível, com os braços e as pernas estendidos. Procure usar algum recurso para ser avisado de que o tempo já terminou, pois se o sono chegar e você dormir na posição que estava, acordará com o corpo dolorido.

Nunca meditei, qual a melhor forma de começar?

Se você não tem nenhum hábito de silenciar a mente ou ouvir músicas relaxantes que induzem a um estado mais reflexivo, é possível que sinta certa dificuldade no início, pois perceberá que os pensamentos não param. Talvez um bom começo sejam as meditações guiadas, no Youtube existem inúmeras, desde as mais simples às mais complexas, com objetivos de começar bem o dia, conseguir perdoar, diminuir a insônia, entre muitas outras. A vantagem de ser conduzido na prática é que você apenas tem que seguir as instruções, e isso vai treinando sua mente, tornando-a mais controlável. Pode ser que até com esses áudios você sinta que não é fácil obedecer aos comandos narrados, então, por isso mesmo, continue persistindo até que isso seja extremamente simples pra você.

Em paralelo ao uso das meditações guiadas, tente silenciar sua mente com o uso de alguma música instrumental, você também pode encontrar muitas, com os tempos previamente escolhidos, no Youtube. Sugiro 10 minutos de silêncio interior, mas você pode começar com 5 e ir aumentando. 10 minutos é o tempo padrão que utilizo, mas costumo também dedicar 30 a 40 minutos quando estou com mais tempo ou com mais necessidade. O limite você decide, afinal, não há qualquer contraindicação.

mulher-meditando

Posso meditar de olhos abertos?

Algumas tradições orientais estabelecem a prática com os olhos semicerrados, fixados em algum ponto (pode ser um objeto que você selecionou para ficar olhando, um cristal, qualquer coisa). Dessa maneira, para muitos, é mais fácil manter o foco e perceber quando estamos deixando a mente assumir novamente o controle. É só voltar os olhos novamente para aquele objeto e manter-se assim pelo tempo que você houver determinado. Em meu caso, já meditei de olhos abertos algumas vezes, mas tenho preferência por ficar com eles fechados.

Como funciona a criação de imagens mentais na meditação?

Nas minhas muitas tentativas de encontrar a melhor maneira de meditar, acabei desenvolvendo uma técnica que deu muito certo comigo e mantenho até hoje. Criei a imagem de um lugar muito agradável de estar, onde me vejo sentada em posição de meia lótus, bem perto das estrelas e dos planetas de nossa galáxia. Em certo momento, sinto-me exatamente ali, e quando isso acontece eu me conecto com o que há de mais divino em mim. Fico então meditando nesse cenário, rodeada pelo Universo, pelo tempo que for necessário.

Você também pode criar seu próprio refúgio mental, um bom caminho é lembrar de algum lugar que te traga paz ou fazer uso de uma paisagem já vista em um filme ou em uma foto. Quando proponho esse exercício aos meus clientes, muitos deles enxergam cachoeiras, praias, montanhas… Pense em como seria um local sagrado e experimente ir até lá todos os dias. O bem que isso faz é indescritível!

HeavenlyAinda há muito a ser falado sobre o assunto, esse é apenas um artigo introdutório. Brevemente publicaremos resultados de pesquisas surpreendentes que demonstram cientificamente os efeitos positivos da prática constante da meditação. Até lá, experimente começar hoje e sentir as mudanças em seu corpo e sua mente. Lembre-se que pode não ser tão fácil iniciar, mas recorde que muitas das coisas mais importantes que você já teve de realizar na vida exigiram alguma persistência de sua parte.

Se você já medita com alguma frequência, conte-nos o que já vivenciou, deixe algumas dicas para quem está começando agora e contribua com sua experiência. 😉

Sobre a autora

Ysa Nuit

Terapeuta Holística, Reikiana, Taróloga, Palestrante, formanda em Psicoterapia Reencarnacionista, atua com as técnicas: Fitoenergética®, Radiestesia, Meditação, ThetaHealing®, Estruturação Quântica da Consciência (EQC), Cromoterapia, entre outras.

4 Comentários

    • Então liga uma musiquinha e começa a respirar de forma consciente, meu caro. =D Se exigir pouco de si, apenas 1 minuto que seja, verá que é bem simples. Faz e depois me conta o que aconteceu. Abração, Ivens!

  • Excelente texto Maraysa, estou na tentativa de criar esse hábito de meditar. Mal posso esperar o próximo texto contendo os benefícios da meditação!

    • Desejar criar o hábito já é um grande passo para essa conquista. O mais importante é não desanimar se passar um dia sem praticar e, como eu disse em resposta ao Ivens, podemos começar exigindo bem pouco de nós, 1 minuto que seja.
      Grata por seu comentário, meu querido! Esse assunto ainda será bastante debatido por aqui. Beijos!

Deixe um comentário