Tarô

Quem tem medo de Tarô?

tarot
Escrito por Ysa Nuit

Desde que fiz meu curso de Tarô, tenho encontrado pessoas que dizem ter medo ou que preferem não saber sobre o futuro.

Na minha turma mesmo, alguns alunos falaram que estavam ali justamente para tentar perder o medo. Admirei a atitude deles, afinal, apesar do receio do desconhecido,  tiveram a coragem de arriscar – e garanto que todos concluíram o curso encantados!

De modo geral, infelizmente, adoramos criticar sem conhecer, seguindo o velho lema da intolerância: “Não conheço, mas já odeio.

Eu, por outro lado, resolvi ser taróloga pela curiosidade, queria entender a simbologia e compreender de que maneira seria possível ajudar pessoas através desse recurso. Como funciona a escolha das cartas? O que esses desenhos querem dizer? Existem cartas boas e más? Muito disso aprendi no curso, mas ainda continuo aprendendo, porque o universo do tarô é bem vasto, a literatura é ampla, e são muitos detalhes que precisam ser levados em consideração numa interpretação. O estudo nunca termina.

Aqui no Caminhos Terapêuticos iremos falar bastante sobre o tarô, a fim de desmistificar suas lendas.

Essa é uma postagem introdutória, então gostaria que você compartilhasse nos comentários suas dúvidas e interesses, para ajudar na confecção dos próximos textos.

Desejo que você esteja bem disposto a desbravar esse universo e que venha com o coração aberto.

Ah! E as respostas às perguntas que fiz acima já são assuntos para outros artigos.

Vem comigo, vamos começar essa Jornada pelo Mundo dos Arcanos!

Sobre a autora

Ysa Nuit

Terapeuta Holística, Reikiana, Taróloga, Palestrante, formanda em Psicoterapia Reencarnacionista, atua com as técnicas: Fitoenergética®, Radiestesia, Meditação, ThetaHealing®, Estruturação Quântica da Consciência (EQC), Cromoterapia, entre outras.

Deixe um comentário